sexta-feira, 19 de julho de 2019

Velha nova politica.

 A cada dia que passa caí por terra a baixo, o discurso moralista do nosso puritano presidente, Jair Bolsonaro. Todavia, após o toma-la-dá-cá na liberação das emendas parlamentares para aprovar à perversa  Reforma da Previdência. Agora foi a vez do presidente suprassumo da ética pública prestigiar a maior farra do nepotismo na história da República brasileira, querendo indicar a todo custo seu protegido filho, deputado Eduardo Bolsonaro, para ser possível embaixador do Brasil nos (EUA). 

Nenhum comentário: