segunda-feira, 6 de março de 2017

Votar e cobrar.

Na dinâmica eleitoral do antes e o depois de uma eleição. Muitos eleitores votam como se fosse um vendedor, para depois cobrar socialmente como se fosse um imperador. Todavia, nesta metamorfose do comportamento social, não existe diferença entre vendedor e comprador de votos, na contramão da imperfeição humana do sonhado politicamente correto. 

Nenhum comentário: