segunda-feira, 13 de março de 2017

Exagero.

O governador do RJ, Sergio Cabral (PMDB), se coso pegar uma pena máxima no seu envolvimento no escândalo de corrupção, somando todos os crimes, o mesmo poderá ser condenado há mais de sete mil anos de prisão. Uma verdadeira bravata jurídica, já que nenhum apenado no Brasil, não passa mais de 30 anos preso, diante das ultrapassadas leis do nosso obsoleto código penal. 

Nenhum comentário: