terça-feira, 30 de agosto de 2016

Em resposta a Fátima, Dilma fala sobre conquistas para educação
No momento que coube à senadora Fátima Bezerra para questionar a presidenta Dilma Rousseff acerca do processo de impeachment, nesta segunda-feira (29), a parlamentar destacou medidas do governo federal na área da educação e perguntou como a presidenta se sente sob risco de perder o mandato por inserir a educação no centro do projeto de desenvolvimento nacional.
"Dentre os crimes que tentam imputar à senhora presidenta, está a edição de um decreto de suplementação orçamentária que destinou recursos justamente para a educação”, lembrou Fátima Bezerra.
Dilma se referiu a Fátima como “incansável defensora da educação em nosso país” e disse ter orgulho e acreditar que uma das características mais marcantes do seu governo e do governo Lula foi a ampliação dos gastos nessa área, “justamente esses que hoje querem congelar”.
Dilma explicou que os gastos da União com a educação eram limitados a 18%. “Nós, de fato, ampliamos esse limite e estamos aplicando ao longo desse período R$ 54 bilhões a mais de recursos para a educação”, disse, ao explicar que a partir daí vieram grandes conquistas.
Destaque para o Enem - que permitiu facilitar o acesso simultâneo a cursos universitários -, a expansão das universidades públicas, a criação de 402 escolas técnicas, interiorizando os Institutos Federais em todo o país.
Dilma também falou do Minha Casa, Minha Vida (entre 60 e 70% das casas foram contratadas e entrgues em seu governo), do Fundo Social do Pré-sal, que tem 75% dos recursos voltados à educação e 25% à saúde, do Pronatec (hoje suspenso), do Ciência sem Fronteiras e da aprovação do Plano Nacional de Educação.
“Acho, senadora, que a aprovação do PNE é uma grande conquista dessa área por aqueles dois motivos: para tornar perene a redução da desigualdade e para assegurar que esse país gere ciência, tecnologia e inovação”, encerra a presidenta Dilma.

Nenhum comentário: