quarta-feira, 1 de junho de 2016

Fátima: Previdência Social corre sérios riscos


A senadora Fátima Bezerra alertou, nesta terça-feira (31), durante audiência pública da Comissão de Direitos Humanos, sobre os riscos que corre a Previdência Social em razão das medidas que estão sendo propostas pelo governo interino. Segundo a senadora, além de transformar o Ministério da Previdência em um “puxadinho” do Ministério da Fazenda, os "golpistas" querem adotar uma idade mínima para homens e mulheres, em torno de 65 anos.
 “Os trabalhadores estão com seus corações apertados, vendo essa ameaça e esse ataque brutal contra seus direitos. Eles não só querem alterar a idade mínima para a aposentaria, mas ainda igualar o tempo de serviço das mulheres ao dos homens. Daqui a pouco, vão querer acabar com a aposentaria especial para o magistério e para os professores da educação básica”, afirmou.

 Fátima lembrou ainda que o golpe Parlamentar travestido de pedido de impeachment, que tem como uns dos objetivos o desmonte do estado brasileiro, teve seu início nas mudanças da previdência social. “Precisamos barrar a agenda intitulada ‘Uma Ponte para o futuro’, que na verdade é uma ponte para o passado. Ela subtrai direitos que foram conquistados de forma tão suada pelo brasileiro. Precisamos preservar os nossos direitos”, destacou.
 Fátima também parabenizou a criação da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social. “Saúdo o nascimento dessa frente, pois ela nasce com a participação popular, nasce com a cara e o rosto de milhões de trabalhadores”, enfatizou. 
A audiência contou com a participação de centrais sindicais, como Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical (FS), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), além de sindicatos, federações e associações.

Nenhum comentário: