quinta-feira, 10 de março de 2016

PRONUNCIAMENTO
Gustavo Carvalho anuncia que governo vai recuperar rodovias

Ordens de serviço para a recuperação de sete trechos devem ser assinadas em maio


O deputado estadual Gustavo Carvalho (PROS) anunciou nesta quarta-feira (9) na Assembleia Legislativa que o Governo do Estado vai começar a recuperar a malha viária do Rio Grande do Norte.

Segundo Gustavo, que esteve reunido com o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagens –DER, general Jorge Fraxe, o governo conseguiu desbloquear recursos da CIDE na ordem de 13 milhões de reais. “A partir de maio, serão assinadas ordens de serviço para a recuperação de sete trechos e também operações tapa-buracos em mais cinco rodovias estaduais”, informou o parlamentar.

Ressaltando a importância desse serviço para a economia do RN, Gustavo Carvalho divulgou que serão recuperados os trechos da RN 063, que liga Tabatinga a Nísia Floresta; RN 023, no entroncamento da BR 101 com Touros; RN 066, que liga o conjunto da Coophab, em Parnamirim, até o trevo da RN 313 (Estrada de Pium); RN 003, de Goianinha a Santo Antônio; RN 093, de Tangará a São José de Campestre e do entroncamento da 203 com Barcelona e Rui Barbosa; e a RN 110, de Serra Negra do Norte até a divisa da Paraíba.

As operações tapa-buracos serão realizadas nos seguintes trechos: da RN 160, que liga São Gonçalo a 226; RN 118, de Jucurutu a São Rafael; RN 120, entre a BR 304, São Paulo do Potengi até Nova Cruz; RN 233, de Triunfo a Assú; e da RN 316até a RN 160.

Gustavo Carvalho destacou que a recuperação desses trechos é fundamental para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte, por possibilitar mais segurança a motoristas e passageiros, além de impulsionar a cadeia produtiva do turismo e o desenvolvimento do estado. “Muitas dessas obras são pleitos antigos. Reivindicação dos moradores dessas cidades e de empresários, como a RN 063, principal via de ligação entre a sede do município de Nísia Floresta e os mais importantes pontos turísticos da região”, frisa.

Cide

A Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre combustíveis atinge a importação e comercialização de petróleo e seus derivados, gás natural e seus derivados, e álcool etílico combustível, cujos recursos devem ser aplicados obrigatoriamente no financiamento de programas de infraestrutura de transportes.

Nenhum comentário: