domingo, 24 de janeiro de 2016

Amigo do poder II.

Os abrutes espertos “amigos do poder”, conhecem bem, o cheiro forte do desgaste do poder. Todavia, nesta rotina de traição e covardia, os mesmos costumam largar o osso podre do poder quase falido, antes do seu final, já arquitetando seu futuro espaço politico no novo governo, do seu até então ex-adversário, e agora aliado, até enquanto durar o Bônus do novo poder.

Nenhum comentário: