quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Fátima pede audiência a Bendine para discutir investimentos da Petrobras no RN

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) solicitou, na última quinta-feira (1º) audiência com o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, para discutir a decisão da empresa de fechar a planta de biodiesel da Refinaria de Guamaré, no Rio Grande do Norte. Em Plenário, ela informou que a intenção da reunião, que deverá contar com a participação de representantes dos trabalhadores e do setor produtivos, demais parlamentares da bancada federal, o governador do estado, Robinson Faria, e o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, é não só pedir que a empresa reconsidere a decisão, mas debater também o plano de investimentos da empresa no Rio Grande do Norte.

A senadora foi informada da decisão na semana passada, pela diretoria do Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro) de seu estado e, imediatamente, solicitou a audiência.

Fátima destacou a importância que as atividades da Petrobras representam para o desenvolvimento econômico e social de seu estado. Para ela, encerrar a produção de biodiesel no estado significa ir na contramão do desenvolvimento sustentável que o país está acordando nos tratados internacionais, em termos de preservação ambiental. Além disso, a senadora se preocupa com os efeitos da decisão na agricultura do semiárido nordestino, já que, com a inauguração da usina no início do ano, vários agricultores passaram a se dedicar à produção de oleaginosas, como a mamona, o babaçu e o girassol, usadas como matéria-prima na produção de biodiesel.

A refinaria Clara Camarão, em Guamaré, onde está localizada a planta de biodiesel, tem capacidade de processar 37.800 barris/dia e compreende duas unidades de destilação atmosféricas (diesel e querosene para aviação), uma unidade de tratamento cáustico regenerativo e uma unidade de produção de gasolina.

“É necessário destacar que a planta de biodiesel é apenas uma parte pequena, embora importante, da atuação da Petrobras no meu estado. O fato de a Clara Camarão produzir diesel, nafta, querosene de aviação e gasolina tornou o RN o único estado do país autossuficiente na produção de derivados do petróleo. Por isso, vamos defender com o presidente da Petrobras a continuidade e ampliação dos investimentos da empresa, responsáveis pela geração de emprego e boa parte do desenvolvimento econômico do nosso estado”, enfatizou a senadora.

Ouça a íntegra do pronunciamento da senadora:

Nenhum comentário: