quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Mandato participa de reunião no MPjTCE sobre greve da Uern
Uma nova rodada de discussões, desta vez com o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado (MPjTCE), debateu impasses e possíveis soluções da greve que paralisa há mais de cem dias as atividades da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern).

O encontro, proposto pela senadora Fátima Bezerra, contou com as presenças do procuradores do MPjTCE, Luciano Ramos e Thiago Guterres; do reitor da  Uern, professor Pedro Fernandes; pro-reitores; de representantes da Associação dos Docentes (Aduern) e do Sindicato dos Técnicos Administrativos (Sintauern); e do Comando de Greve. O chefe de Gabinete da senadora Fátima Bezerra, Adriano Gadelha, representou o mandato.

O procurador-geral do MPjTCE, Luciano Ramos, esclareceu sobre as possibilidades e impedimentos que a lei de Responsabilidade Fiscal prevê para reivindicações que onerem a folha de pessoal. Na ocasião, ficou definido que o reitor Pedro Fernandes enviará para análise do procurador os documentos que comprovam as medidas de contenção de gastos e redução dos custos da Universidade, realizadas pela atual gestão. Essas medidas, enfatizou o professor, possibilitam a concessão das reivindicações sem que haja necessidade de suplementação de recursos por parte do Governo do Estado.

A reitoria da Uern também deverá enviar consulta ao TCE sobre a viabilidade de um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) com fim de solucionar o impasse. O chefe de Gabinete Adriano Gadelha externou a preocupação da senadora Fátima Bezerra e o apelo para que se encontre o mais rápido possível uma solução para por um fim à paralisação.

"A senadora se solidariza mais uma vez com as categorias em greve e espera que as reivindicações possam ser atendidas o mais breve possível. Continuaremos firmes acompanhando e contribuindo por uma solução", concluiu.

Nenhum comentário: