terça-feira, 14 de julho de 2015

QUE ZONA!


Um comentário:

Eudes Mariano O Jacozinho de Dona Alaide disse...

Zé do Magnos; se prostituição não é delito, e crime é o favorecimento da ofício, mediação de lascívia, rufianismo e tráfico de pessoa, estamos absolvidos, pois só visitamos casa de tolerância para preenchermos necessidades da alma, imprimir fantasias, engendrar adultérios imaginários e despertarmo-nos às aventuras da carne quando adolescentes, com respeitáveis cortesãs, verdadeiras ladys.

Quanto a você não sei, mas tenho dúvidas se herdei a fuleirice do Velho Bóbaro, ou a safadeza de minha Srª Dona Mãe, todavia, nego a raparigagem instintiva, pois ainda hoje frequento estes lupanares não para relax como vestutas figuras do poder, até porque me contento nestes recintos familiares com um bom gole de água abençoada para exorcizar espíritos (destilada ou fermentada), um trago de aperitivo qualquer (quente ou frio) e vitrola para embalar as ouças com boa música (de fichas ou senhas) em homenagem a época dos Cabarés da Pedra e o Verdão.

Posto que não se encontre mais Damas como antigamente, pois há garotas de todos os tipos, para todos os bolsos e gostos. Que o digam os clientes/fregueses de Bamban conhecidos nosso. Meu estimado irmão de fé, foco e força; a putaria está em usar a coisa pública na privada. No mais, prostituição e politicagem são as profissões mais antigas do mundo.