terça-feira, 21 de julho de 2015

20 de Julho Dia do Amigo



Motivo para celebração.
            Zé do Magnos; independente do grau de camaradagem que dispomos um ao outro pelos elos invisíveis que nos unem além do tempo e do espaço, posso asseverar-lhe que a confiança mútua e cumplicidade rendida a sua pessoa extrapola o sentimento de amizade, pois você somente não ouve o que digo, mas também presta atenção ao que não falo. Querido irmão postiço; foi através de suas críticas sinceras e espontâneas que percebí que elogios às vezes de colegas lúdicos são demagogias, e a partir destes instantes é que enontrar conceito para definí-lo fica defícil, porque não és uma coisa qualquer, e sim, um tesouro de Deus.
            Companheiro de lutas; é uma pena admitir mas, o genuino sentido da amizade perdeu-se entre ladainhas, achamismos e palavras fáceis, contudo em nossa situação, você é o “Chegado” que contesta, me instiga a pensar diferente e a nos fazer trilhar novos horizontes sem medo de tomarmos caminhos divergentes, pois a sua palavra de força e fé me certifica de que nunca estaremos sozinhos.
            É meu Véi; mesmo depois de tantos erros passados, retaliações e perigo, eis que ressurge o mesmo CARA nunca perdido, sempre reencontrado, que vez ou outra me fazia chorar com verdades, já que tinha ciência de que sorrir com mentiras dói, enfim, é melhor sofrer junto que viver feliz na solidão. Caríssimo; tenho certeza de que o seu coração é uma casa de portas escancaradas, que tu é o mais certo nas horas incertas, e entre as duas espécies de chatos (os propriamente ditos e outros) estás no meio dos meus chatos prediletos.
            E sendo assim, o faço um convite triste... vamos sofrer de saudades!!! Te suplico paciência e peço-o um tempo para acertas nossas distâncias – 420 Km – já que por mais longe  que pareça, ides na minha lembrança, permaneces na minha cabeça/coração, valeis a minha esperança, pois sei que mesmo estando aí em meu lendário pedacinho de chão, o sinto presente aqui em Recife.
            Contigo aprendi que: viver é ser livre, lutar é manter-se vivo, pra ser feliz basta querer, o tempo cura, mágoa passa, decepção não mata, o hoje é oreflexo de ontem, podemos chorar sem derramar lágrimas, os verdadeiros permanecem, vencer engrandece, sonhar não é fantasiar. Enfim: que há duas formas para se viver a vida... uma é acreditar que não existe prodígios, a outra é crer que desfrutar de alguém é uma benção.
            Então tá; por essa e outras, lhe envio abraços fraternais com saudações Sanromanas nesta data, e agradeço a Deus pelo milagre de tê-lo como meu amigo!!!
Eudes Mariano de França.

Um comentário:

ULISSES XAVIER (ULA) - SANTANA DO MATOS/RN disse...

SR. BLOGUEIRO; QUALQUER ESCRITO DO BOM MARIANO É ESPETACULAR, E ESSES MAIS RECENTES FORAM BRILHANTES, MAS AS IMPRESSÕES SOBRE CONJUNTURA DO CARA É QUE SERVEM DE EMBASAMENTO PARA FORMAR OPINIÃO E DÁ CREDIBILIDADE POLÍTICA AO BLOG. É DURO AFIRMAR, PORÉM A AUSÊNCIA DO JULGO IMPARCIAL DO MESMO NO ÂMBITO LOCAL (FERNANDO PEDROZA) É UMA LACUNA INEXPLICÁVEL, POIS NÃO É DO FEITIO DELE LAVAR ÀS MÃOS E SER OMISSO COM A SUA CIDADE E GENTE.