segunda-feira, 8 de junho de 2015

Instituto da Reeleição.

Maioria dos políticos em cargos executivos conseguiu se reeleger no Brasil


A reeleição, instituída no país em 1998, é um instrumento poderoso para quem ocupa um cargo executivo e tenta um segundo mandato. Levantamento feito pelo jornal O Globo, com base nos registros oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde aquele ano, revela que, tanto na disputa para as prefeituras quanto para os governos estaduais, a maioria dos prefeitos e governadores que tentou permanecer no cargo foi bem-sucedida.
Dos mais de 7,6 mil prefeitos que concorreram a um segundo mandato, cerca de 61% foram reconduzidos ao cargo. Esse percentual, contudo, pode ser maior, já que o levantamento não considera os casos em que o prefeito deixou o cargo no meio do segundo mandato para que o seu vice pudesse concorrer à reeleição. No caso dos governadores, as taxas são mais expressivas (69%). Esses percentuais refletem, em parte, uma característica da eleição nacional, em que todos os presidentes que tentaram a reeleição até hoje no Brasil também foram bem-sucedidos.

Nenhum comentário: