sexta-feira, 15 de maio de 2015

Diagnostico politico.

Não faço política movido pela força camuflada da submissão e bajulação, pensando no interesse pessoal. Faço política sim teleguiado pela força benevolente do interesse coletivo social. Sempre pautado pela dignidade, compromisso e gratidão pessoal.

Um comentário:

Lidiane Almeida - São Miguel do Gostoso/RN disse...

Ilustríssimo Vereador; permita-me dirigir a sua pessoa como o Jacozinho de Dona Alaide o trata – Zé do Magnos. Meu caro: sou eleitora de Jubenick Pereira aqui na terrinha, mas confesso que se dependesse da biografia sobre sua vida enquanto sujeito histórico discorrida pelo Eudes, votaria em vossa Excª, não por motivos partidários, mas pela tua defesa intransigente da gente na Terra da Pedra do Sapo, fosse de ressaca moral no passado como Angicano ou de cara limpa hoje, sendo Fernando-pedrozense. Prezado militante; o seu amigo o credencia como homem público aí, lá no Recife ou em qualquer lugar, não porque seja cabo-eleitoral, mas porque o cara é cidadão politizado. Finalizo esta explanação citando sua prosa... Abraços fraternais e saudações Sanromanas.